• Daniela Fonseca

É outono! Vamos conversar sobre sazonalidade e porque devemos comer de acordo com as estações

O outono chegou, e com ele as temperaturas baixam, as folhas adquirem cores intensas, e uma variedade de alimentossazonais enriquece a mesa. A transição para o tempo mais frio abre portas a uma despensa renovada. Alimentação sazonal traz benefícios para nós e para o planeta. Vamos desvendar porquê!



Aproveitar o melhor que cada estação tem para oferecer significa dar protagonismo a uma série de alimentos e o outono traz uma enorme variedade à nossa mesa. Há inúmeros frutos e vegetais a que não resistimos: uvas, castanhas, amêndoas, nozes, romã, diospiro, abóbora, espinafre, couve, brócolos, cogumelos e muitos mais!


Trazer estes alimentos para a nossa mesa significa que eles são mais abundantes e que são transportados em poucos dias desde o momento da colheita. Alimentos sazonais estão no ponto máximo da sua produção, portanto eles são frescos, saborosos e mais baratos. Para além disso, alimentos colhidos no ponto de maturação ótimo, colhidos e entregues no mínimo período de tempo apresentam um maior conteúdo nutricional. A cadeia de transporte curta otimiza o conteúdo em nutrientes das frutas e vegetais permitindo-nos tirar o máximo partido dos alimentos.


Neste sentido, escolher alimentos locais implica que estamos não só a apoiar agricultores locais, mas também a reduzir a pegada ambiental - são necessários menos recursos para transportar, armazenar e redistribuir os alimentos, diminuindo as emissões de gases com efeito de estufa.



Com a panóplia de frutos e vegetais disponíveis de momento, não há desculpa para não comer bem e viver melhor. Nesta estação, atreva-se a substituir alguns ingredientes nas suas receitas favoritas com sabores de outono. Use diospiro – a maçã do oriente – em saladas e não espere para comer as castanhas no fim da refeição, junte-as ao assado e aproveite o outono mais uma vez. Conecte-se com a natureza cíclica das estações e seja saudável.


1 visualização0 comentário