• Joana Grácio

F4S Celebra o Dia Mundial da Alimentação

No passado dia 16 de Outubro o Food4Sustainability empenhou-se em iniciativas alusivas ao Dia Mundial da Alimentação.

Desde 1981 que a data é comemorada em mais de 150 países, como forma de consciencializar a opinião pública sobre questões relativas à nutrição e à alimentação. É também nesse dia que se assinala a fundação da FAO (Food and Agriculture Organization), Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura.

Foram três iniciativas onde estivemos envolvidos, com o grande objetivo de despertar interesse e mobilizar ações para aquele que é o foco do nosso trabalho: a sustentabilidade da alimentação humana.

Numa das iniciativas, o Food4Sustainability e o Innov Plant Protect dinamizaram um debate online e gratuito, com o tema “Alimentar Portugal, do Prado ao Prato”. Este debate foi uma reflexão não só sobre a alimentação, nutrição e a saúde, mas também a segurança alimentar e o impacto das escolhas alimentares nas gerações seguintes e no ambiente.

Noutra iniciativa, o CoLAB foi parceiro na organização do Seminário “Política Alimentar da Bio-Região de Idanha-a-Nova”, e contou com a participação de Henrique Santos e Joana Grácio.

Com a reunião de vários especialistas e representantes dos principais atores relevantes do território (órgãos do poder local, agricultores, produtores, de alimentos, empresas agrícolas, de processamento e distribuição alimentar, organizações de consumidores, associações culturais, instituições particulares de solidariedade social, técnicos da autarquia e de organismos públicos descentralizados nas áreas da agricultura, educação, saúde, emprego e proteção social, ambiente e ordenamento territorial seminário teve como objetivo discutir as bases para construção de uma política alimentar para o concelho de Idanha-a-Nova, que integra a Rede Internacional de Bio-Regiões.

Por ocasião da Semana da Alimentação, organizada anualmente pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, o CoLAB dinamizou um conjunto de ações, focadas na comunidade escolar, enquadradas no projeto SAL – Semente Ambiental, um projeto de sensibilização, através da comunidade escolar, para promover o consumo alimentar mais saudável e sustentável na população, levando alunos das escolas do concelho, às Hortas de Idanha, promovendo uma cozinha experimental, e dinamizando a elaboração de manuais, por parte dos alunos, de boas práticas ambientais e de sustentabilidade, nas cozinhas.


2 visualizações0 comentário