• Ana Rita Silva

SFT- EDIH reconhecido como Polo de Inovação Digital

Smart Sustainable Farms Foods and Trade European Digital Innovation Hub (SFT- EDIH) foi reconhecido como Polo de Inovação Digital (DIH) nacional. O SFT-EDIH é um dos 6 Polos de Inovação Digital aprovados através do Despacho nº 11092-B/2021, publicado em Diário da República no passado dia 11 de novembro de 2021 e que procede ao reconhecimento de Polos de Inovação Digital adicionais para integração na Rede Nacional e para designação para acesso à Rede Europeia, que acrescem aos 11 anteriormente aprovados.



O Food4Sustainability CoLAB (F4S) é uma das 6 entidades que pertencem à direção executiva do consórcio composto por um total de 28 membros, aos quais acrescem 11 parceiros das 3 candidaturas originais submetidas, lideradas pelo F4S, SmartFarm CoLAB e pela CAP.

Este polo de inovação digital liderado por estas 3 entidades distingue-se pela sua abrangência na digitalização de toda a complexa e longa cadeia de valor agro-alimentar, estando assim extremamente alinhada com os desafios e objetivos Europeus, do prado ao prato (Farm to Fork). Inclui 3 laboratórios colaborativos (CoLAB), 2 centros de competência nacionais, 1 polo de competitividade, 4 centros de interface tecnológica, 3 associações, 2 confederações, 5 instituições de ensino superior, 3 instituições de investigação pública, 2 organismos de certificação, 1 entidade de ecossistemas de inovação e 2 entidades de empreendedorismo e aceleração de base tecnológica.


A missão do Smart Sustainable Farms Foods and Trade - European Digital Innovation Hub (SFT- EDIH), em particular, é ser um balcão único para servir o setor agroalimentar na transição para sistemas agrícolas sustentáveis apoiados por digitalização de agricultores, industriais e retalhistas, o que permitirá a rastreabilidade e qualidade da cadeia de valor, do prado ao prato. Além disso, irá promover uma clara expansão e melhoria da transição digital do sector agroalimentar, de forma integrada.


Em conjunto, os DIH nacionais fornecem todas as competências e redes necessárias para fazer parte da Rede Europeia de “European Digital Innovation Hubs” (EDIH). Os EDIH funcionarão como balcões únicos cuja missão será apoiar directamente as PME europeias a responder aos desafios da digitalização com vista a tornarem-se mais competitivas, eficientes e resilientes. Ao proporcionar acesso a conhecimentos técnicos e experimentação entre outros serviços a preços de “pré-mercado”. Os EDIHs fornecerão competências críticas às PME tendo em vista a melhoria dos seus processos de negócio/produção, produtos, ou serviços com recurso a ferramentas digitais. Os DIHs e EDIHs Têm como missão a provisão de serviços de inovação, tais como i) acesso a financiamento, ii) formação e desenvolvimento de competências, iii) participação em redes de inovação e empreendedorismo e iv) testar antes de investir, serviços esses necessários para uma transformação digital bem-sucedida. As questões ambientais são também tidas em conta, em particular no que diz respeito ao consumo de energia e baixas emissões de carbono.


Este concurso reconheceu até à data 17 Polos de Inovação Digital de diferentes setores, para integração na Rede Nacional. Desses, 16 poderão agora aceder ao concurso europeu, lançado no âmbito do Programa Europa Digital, para gerar maior valor acrescentado nesta região através da constituição de uma rede europeia equilibrada e totalmente capacitada para prestar o seu contributo para a transição digital das PME e das Administração Públicas.



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo